Sobre os choques culturais

by - dezembro 15, 2018


Todos nós ouvimos falar do "choque cultural", mas nem todos sabemos o que é, é por isso, fui desafiada pela Momondo para ajudar a perceber o que é, e contar alguma experiência que eu tenha vivenciado. Mas atenção, também não vão ter um choque cultural se se mantiverem em países semelhantes a Portugal, por exemplo.

O verdadeiro choque cultural, acontece principalmente quando viajamos até um país com uma cultura e religão completamente diferente. Como por exemplo, Índia, Tailândia. Emirados Árabes mas eu vivi o primeiro choque cultural na Tunísia. 

Foi a primeira vez que saí da Europa para ir até um continente que eu achava que não ia tão cedo mas estou grata pela oportunidade. A seguir à Tunísia, fui a Cabo Verde e depois a Marrocos. Três países diferentes e em todos eles tive choques culturais distintos.

Na Tunísia:
Foi o primeiro país que visitei fora da minha "área de conforto" e o que me chocou foi ver de perto a forma como as mulheres se têm de vestir. Uma coisa é ver na televisão, vídeos ou fotografias. Outra, completamente diferente, é passar na mesma rua que aquelas mulheres e por muito que tentemos não "dar nas vistas", é impossível. Dei por mim a olhar de uma forma muito focada para as roupas delas e a agradecer o facto de eu poder vestir-me da forma como eu bem entender.

Em Cabo Verde:
País incrível, povo quente mas muito pobre. Chocou-me ver aquelas crianças a andar descalças, jogar à bola com uma bola feita de papel. Chocou-me saber que o ordenado deles é baixíssimo e as contas são muito elevadas. Aqui a balança está mesmo desiquilibrada. Estava preparada para ver um país pobre mas quando tive o contacto de perto, percebi que eu não estava a contar com tamanha pobreza. Mas sabem que mais? As pessoas são felizes e isso fez-me olhar para a vida com uns olhos diferentes. Por mais dificuldades que eles têm, estão sempre com um sorriso na cara e são um povo super simpático e afável.

Em Marrocos:
A sujidade do país. Seja ela nas ruas ou nas praias, vê-se muito lixo. Outra coisa que me chocou, e mesmo sabendo que Marrocos é um dos países muçulmanos mais liberais, foi o facto dos homens olharem muito, principalmente se nós, mulheres, andarmos com as pernas e os braços destapados. Podemos andar na rua sem grande problema mas temos de ter muito cuidado com o que vestimos, quanto mais não seja, por respeito ao país onde estamos. No entanto, percebi que realmente há uma diferença muito grande comparativamente com a Tunísia pois as mulheres, em Marrocos, podem vestir-se mais a gosto pessoal (mas respeitando algumas regras/leis) e não são obrigadas a vestir as burkas (mas sim, depende sempre também se elas são e com quem são casadas).
Agora é a vossa vez: gostava de saber se vocês já tiveram algum choque cultural.

Publicação escrita em parceria com a Momondo.
Ao clicarem nos links, estão a contribuir para o crescimento do Meraki.

Também Podes Gostar De

0 coments