'Ficar e ver partir'

by - abril 28, 2019


É inevitável fazer amizades quando se está num país estrangeiro. Mais inevitável é quando acabas por viver e trabalhar com essas pessoas. São muitas horas juntos e é natural começar a criar-se laços. Em Janeiro duas amigas deixaram a Islândia e custou-me imenso mas mal eu sabia que o pior estava para vir.

A empresa onde eu trabalhava fechou o departamento no qual eu estava e isso fez com que a maior parte da equipa regressasse ao seu país de origem. A casa onde vivo está vazia e aquela pequena família que eu tinha construído nesta casa, foi embora.

Dói. Muito. O meu coração está apertado e choroso. Tem sido mesmo difícil ver partir a minha família aos poucos. Os abraços de despedida são fortes mas há sempre a promessa de que nos voltaremos a ver. Claro que sim, agora tenho mais razões para ir à Roménia.

Apesar de ter alguns amigos fora desta casa, estou a sentir-me sozinha pois era com esta família que eu passava a maior parte do meu tempo e vivemos imensa coisa em tão pouco tempo. Apegámo-nos. Sei que as pessoas que se cruzam no nosso caminho tanto podem ficar ou desaparecer com rapidez. Faz parte, é o ciclo da vida mas esta família, mesmo que vá, fica. Foi esta a família de amigos que eu escolhi ter na Islândia e está comigo para sempre no meu coração.

Também Podes Gostar De

0 coments