A Islândia e o desporto

by - janeiro 27, 2019

A Islândia é o país ideal para aqueles que procuram conhecer melhor a força e a beleza da mãe-natureza mas também é ideal para aqueles que gostam de desporto. A Momondo desafiou-me a falar um pouco sobre os desportos que é possível praticar na Islândia e eu já tive a sorte de poder fazer três diferentes. Na verdade, estou na dúvida se pelo menos uma delas é considerada desporto mas é, sem dúvida, uma experiência incrível.

Glacier hike - quando pensamos em subir um glaciar a nossa mente vai logo para o Alasca, certo? A verdade é que na Islândia também é possível embora não seja numa altitude tão grande mas eu sinto-me uma sortuda porque já fiz glacier hike duas vezes. Embora tenha sido no mesmo glaciar, em Sólheimajökull, é incrível ver como em três meses de diferença, o glaciar não parece o mesmo. Sentimos-nos como num filmes. O que eu mais gosto quando vou fazer glaciar hike é o que a natureza nos oferece e tudo aquilo que sinto. O frio na cara, as mãos a congelarem, a pressão que tenho de fazer para os crampons prenderem no gelo para não escorregar, a dor que sinto nas pernas... Mas aquilo que mais valorizo é quando chego ao topo, olho à volta e a paisagem é tão assustadora de tão maravilhosa que é.


Snowmobiling - subir para uma mota de neve era algo que eu julgava que nunca na vida eu iria fazer mas enganei-me. Desde que vim para a Islândia que começo a achar graça a desportos deste género, com imensa adrenalina. Tola, eu sei! Já fiz snowmobiling duas vezes, em dois glaciares diferentes, Eyjafjallajökull e Langjökull, e são os dois completamente diferentes. Infelizmente ainda não tive a sorte de poder chegar ao topo dos glaciares e estar céu limpo mas conforme volto a descer, vejo a Islândia de uma outra perspectiva e, garanto-vos, é tão mas tão brutal!


Ice climbing - esta foi, até agora, a actividade que mais me assustou. Esta é uma das actividades que ninguém vai ser ter experiência, a não ser que estejam numa tour e seja guiada por guias certificados. Eu fiz isto com uma tour e eu sabia que o que está planeado para a parte do ice climbing é apenas subir um pouco de gelo mas o guia fica em baixo e ajuda-nos a subir e mesmo que escorreguemos, temos chão. Mas o guia achou que o nosso grupo era mais aventureiro e então encontrou um sítio perfeito, dizia ele, para fazermos ice climbing. Quando percebo que a ideia era ele ficar lá em cima a segurar-nos e nós descermos e voltarmos a subir eu benzi-me três vezes. Só podia estar louco. Eu juro que não vi o fundo daquele glacier moulin lá de cima (só para não ter que chamar buraco porque não é o nome correcto e eu só o sei em inglês). Eu disse logo que não ia fazer nada daquilo mas mudei de ideias rapidamente. Digo-vos que começar a descer é assustador e o segredo é não olhar para baixo mas adivinhem, claro que eu olhei. Vi a minha vida a passar-me à frente mas isso até ajudou na forma como eu comecei a subir outra vez. Subi com mais vontade! Acredito que vou voltar a repetir a experiência e qualquer dia torno-me uma expert e já nem preciso de guias para me segurar.

Existem outros desportos que também são praticados na Islândia e embora eu ainda não tenha feito, está nos planos. Dois deles, sem dúvida que quero fazer: ski e snowboard. Existe um outro que é só mesmo para quem sabe o que está a fazer: surf. Por falar nisso, recomendo-vos a verem o documentário que está na netflix e foi feito aqui na Islândia e vale mesmo a pena ver: Under an Arctic Sky.

Também Podes Gostar De

1 coments