DNA: As minhas origens

by - abril 23, 2019


Sempre tive imensa curiosidade para saber as minhas origens e fiquei ainda mais irrequieta quando, através do programa de embaixadores da Momondo, eu tive acesso a um teste de DNA. O teste é feito pela Ancestry e o processo é bastante simples. Temos de activar o nosso teste num link que vem num papel com instruções. Dentro de uma caixa vinha um pequeno frasco para encher com saliva. Depois de ter o frasco cheio até ao limite que está frasco, é necessário colocar um líquido que vem na caixa, depois é só fechar tudo e colocar numa caixa que vem já com o destinatário. Quando a caixa é recebida pela Ancestry eles enviam um email a informar que o teste está com eles e que os resultados podem demorar entre 4 a 6 semanas. Não me recordo exactamente quanto tempo demorou, mas até foi bastante rápido e hoje partilho com vocês o que recebi.

O mapa acima é referente às minhas origens e, em termos de percentagem, o meu DNA tem:
  • 55% Portugal e Brasil
  • 19% França
  • 18% Espanha, Cuba e Venezuela
  • 5% Irlanda e Escócia
  • 2% Inglaterra e País de Gales
  • 1% Itália
A parte mais engraçada disto é que eu sempre disse que eu devia ter uma veia britânica e oh, está ali! Vá, são só 2% mas estão lá!

Para além destes resultados, de tanto andar à descoberta, cheguei a perceber que tenho primos de 4º a 6º grau espalhados pelo mundo com um grau de confidence (não consigo encontrar o termo adequado em português) bastante elevado e, se eu quiser, posso entrar em contacto eles através de mensagem.

Fiquei muito contente por ter ali aqueles 2% de Inglaterra e País de Gales, ninguém me cala agora! Quanto aos restantes valores, são bastante interessantes pois parte de mim achava que eu não teria tanta percentagem de Portugal e Brasil e achava que iria estar um bocado mais espalhada.

E vocês, já tiveram a oportunidade de fazer um teste destes ou estão a planear fazer em breve?

Também Podes Gostar De

0 coments