Ficar sem emprego num país estrangeiro

by - abril 25, 2019


Muitos repararam que eu andei bastante desaparecida no instagram pois é a rede social onde sou mais activa. As perguntas começaram a chegar, as pessoas estavam preocupadas e eu só tenho a agradecer por tudo.No entanto, eu continuava desaparecida e cheguei a evitar um pouco os meus pais dizendo que estava muito ocupada quando, na verdade, eu não os queria estar a preocupar e apenas queria contar-lhes o que aconteceu quando eu já tivesse as coisas mais organizadas.

Há um mês atrás recebi um e-mail da empresa onde eu estava a dizer que não me iam renovar o contracto e que tinha um mês para arranjar uma nova casa pois, uma vez que ia deixar de staff não poderia ficar nesta casa que é apenas para quem trabalha naquela empresa. Eu e mais dois colegas recebemos o mesmo e-mail. Ao início não fez sentido nenhum porque desde Fevereiro que as gerentes diziam que queriam muito manter-me, eu continuava a ter mais responsabilidades durante os turnos que fazia e nada fazia prever isto. Mas, dias depois, fez todo o sentido. O resto da equipa foi chamada para uma reunião e o comunicado foi feito com 4 dias de antecedência "dia 31 de Março vai ser o vosso último dia, o departamento vai fechar em Reykjavík". 

Ou seja, contracto ou não a chegar ao fim, o departamento fechou. Uma equipa de 13 pessoas foi despedida com um aviso tão curto e tão inesperado. Contenção de custos, pois o mesmo departamento está a funcionar num outro país onde o custo de vida é muito mais barato. Nós começámos a desconfiar que algo se passava mas acreditávamos que, se o departamento fechasse aqui, ao menos avisavam-nos com mais tempo. Felizmente, 5 dos meus colegas continuam a trabalhar na empresa mas em departamentos diferentes. Os restantes, aproveitaram para regressar aos seus países, coisa que estavam a planear fazer no verão. Eu ainda tentei continuar na mesma empresa mas a vaga que me estavam a dar eu não queria.

Uma coisa eu sempre tive certa, eu queria/quero ficar na Islândia. Voltar para Portugal nunca foi opção e quando recebi aquele e-mail fui actualizar o meu currículo e enviei para imensos lugares. Numa semana fiz 4 entrevistas. Talvez por feliz coincidência, esta época é forte no que respeita a ofertas emprego pois as empresas precisam de reforçar equipas para o verão. Em poucos dias fui chamada para um hotel no qual estou a trabalhar, ainda que em período experimental.

Com isto tudo, percebi que há uma sensação de desconforto e incerteza quando se fica sem emprego num país estrangeiro. Não temos os nossos pais para dar apoio e parecendo que não, se isto me acontecesse em Portugal seria mais fácil apenas pelo conforto que é saber que tenho os meus pais para apoiar e casa deles sempre aberta para mim mas sei que não iria conseguir encontrar emprego tão rápido como consegui aqui.

Aos poucos está tudo a voltar ao normal e quero acreditar que tudo isto foi mais um teste que o destino tinha preparado para mim e cada vez tenho mais a certeza que é em situações deste género em que à primeira vista está tudo fora do nosso controlo que acabamos por saber de que é que somos feitos.

Também Podes Gostar De

2 coments

  1. Nem imagino a angústia que deve ser, especialmente estando fora do nosso ninho mas fico muito feliz que tenhas conseguido :D E mal posso esperar por continuar a ouvir as tuas aventuras.

    ResponderEliminar
  2. Complicado. Somos uma gerção que se adapta rapidamente. É preciso coragem. E concordo contigo numa e suqestão: ai consegues arranjar rapidamente emprego (e melhor pago) que em Portugal.

    Boa Sorte nesta fase!

    ResponderEliminar